Os sonhos são outro sinal da presença da guerra ainda nos dias de hoje. Aprendi ao longo destes anos a aceitar que uma parte do sono fosse dedicada a Angola. Nos primeiros anos revivi os cenários de operações, voltando a eles, e tudo se passava tão real que acordava a transpirar, em sobressalto, com pulsações acima do normal. E lá se passava uma boa parte do resto da noite acordado, a pensar nos pormenores que acabava de sentir, como se de facto tivesse feito uma viagem no tempo. Ficavam sempre as marcas para o dia e o receio que a noite seguinte me trouxesse mais vivências no teatro de operações.

  • Formato: PDF
  • Protección: Adobe DRM
  • Limitaciones: Copiar y Pegar: Prohibido / Imprimir: Permitido / Imprimir: Permitido
  • Editorial: EDIÇÕES VIEIRA
  • Paginas: 124
  • Edición: 2015
  • Idioma: Portugués
  • ISBN 9789897365775

Ultimos vistos

El blog de boutique

Cuando me siento a escribir...

Cuando me siento a escribir, siempre comienzo creando el mundo (o, en el caso de la saga Zodíaco, los mund.. Seguir Leyendo
Desarrollado integral del sitio: TAP